Bancos da praia
Banhos de mar
O estado do sítio
O espirro
Aviso importante
Embevecimento
Vou todo
Copacabana ensolarada
Os dez maiores sambas, na opinião de Ary Barroso
Mais uma vez fui expulso... (s/ título)
Sobre o boato de sua morte
Opinião de Ary Barroso sobre Juca Chaves
Promessa a Senhor do Bonfim
Sobre Ivonne, sua esposa
Entrevista so jornalista Walter Prestes
Sobre a profissão de advogado

 
 
última página início próximos
  Mais uma vez fui expulso... (s/ título)
Ary Barroso - Correio da Manhã

Mais uma vez fui expulso. Não pense, todavia, que as razões dessas expulsões tenham sido por motivos graves ou vergonhosos. Não. Simplesmente boêmia. Sempre gostei de me divertir, mas os dirigentes dos educandários não estavam prontos a suportar minhas orgias e, dessa maneira, indicaram-me por duas vezes o caminho da rua. Não podia manter-me em casa queimando pestanas, quando fitava o firmamento que cobria minha terra e via-o qual um manto salpicado de prata, com seus bilhões de estrêlas a cirandar pelo espaço a fora, fazendo reboliço nos corações românticos da mocidade mineira.

Referindo-se as fugas das escolas