Capa  
Vida
Fotos  
Desenhos  
Coisas de Ary  
Novidades  
Textos  
Livros  
Música  
   
Busca
 
 
 
   
  De Ary | Sobre Ary

Equívoco prehistórico
Ary Barroso

O homem-cão
Ary Barroso

A cidade dos sete fedores
Ary Barroso

Direitos autorais
Ary Barroso

Minha vida foi uma luta terrível... (s/ título)
Ary Barroso

Pausa na montanha
Ary Barroso

Medo de avião
Ary Barroso

O florista das madrugadas
Ary Barroso

 
 
última página início próximos
  Direitos autorais
Ary Barroso

O feijão subiu. O leite subiu. A carne subiu. O cigarro subiu. A cerveja subiu. Há uma febre de "altitude" na vida de nossa terra. Os subsídios subiram. Os vencimentos dos funcionários civis e militares irão subir. Por que não querem admitir uma subidazinha nos direitos autorais dos compositores? É a eterna incompreensão! Certos cavalheiros ainda não se convenceram de que música, hoje em dia, é "mercadoria" sujeita à lei da oferta e da procura. O clube abre seus salões para divertir seus associados. Paga à Ligth a luz que consome; paga à confeitaria as "comidas" que come; paga aos músicos as horas que tocam. Só não quer pagar ao compositor, sem cujas melodias não haverá danças. Essa é fina! Meus senhores, há uma lei no Brasil denominada "Lei Getulio Vargas" que protege o nosso direito autoral. Em todos os Tribunais há jurisprudência pacífica sobre a matéria. Vamos deixar de bulha e paguem a música que consomem. Entrar de ignorância é que não se pode admitir.